Dia mundial do rock: mais que uma data, um ritmo que conquista gerações

Data foi instituída durante o lendário Live Aid, que reuniu bandas renomadas em 1985. Mas antes e depois, nomes icônicos do estilo musical se eternizaram 

O Rock n’Roll já influenciou tanto as vidas, as trilhas e a história da música, que, gostando do ritmo ou não, impossível é não reconhecer quando os primeiros sons de guitarras ecoam em algum ambiente. É um som que tem  DNA próprio, que transpassa a linha do tempo, a barreira de gerações, e conquista gostos independentemente do nível de  exigência do ouvido. Aos que amam, não importa em que ano nasceram. O que importa é que ele – o rock – nunca fica velho.

Se a origem remete à década de 1940, numa mistura de blues, country e outros ritmos, nos anos 1950, um nome surgiu para nunca mais morrer: Elvis Presley seria um dos grandes ícones, porém não único, desse estilo musical que tanto encanta. Anos 60 chegaram e o estilo transgressor se estabeleceu. O quarteto de Liverpool ganhava o mundo para sempre, como a maior banda de todos os tempos. Claro que se trata de The Beatles, a quem até um jovem de 15 anos, apaixonado por música,  se rende em pleno 2019.

A trajetória do rock seguiu, outros nomes históricos vieram. Já a data,  13 de julho, nasceu como dia mundial do rock em outro momento lendário dessa trajetória. Era 1985, e um grande evento chamado Live Aid, foi um acontecimento. Um show simultâneo em Londres, na Inglaterra, e na Filadélfia, nos Estados Unidos, reuniu artistas com objetivo de arrecadar fundos para combater a drástica pobreza e a fome na Etiópia. Led Zeppelin, Dire Straits,  Joan Baez, David Bowie, BB King, Rolling Stones, Sting, Scorpions, U2, Paul McCartney, Phil Collins, Eric Clapton, Black Sabbath, entre outros, se revezavam no palco. O show foi transmitido ao vivo para diversos países. Na ocasião, o cantor e baterista Phil Collins propôs que o dia 13 de julho fosse lembrando como Dia Mundial do Rock.

Recentemente o show, único e lendário, o qual nunca mais se conseguiu repetir, foi reproduzido com fidelidade no filme Bohemian Rhapsody, que retrata a trajetória de  Freddie Mercury e consequentemente do Queen. Críticos de todos os cantos reconhecem que essa foi a melhor apresentação da banda. O longa reviveu com maestria momentos icônicos, do Queen, de Mercury, e do Live Aid, que se tornou também símbolo de um ritmo que ainda promete percorrer mais e mais gerações. Vivo e cheio de nomes que nunca vão deixar de existir,  de acordes marcantes, de estilo intenso que remete à própria dança da vida!

I Bravissimi é cultura sempre

I Bravissimi lança programação cultural on-line para o segundo semestre

Com uma extensa e variada programação, a Associação Cultural Italiana I Bravissimi de Londrina dá início a partir do dia 05 de agosto ao calendário de atividades para o segundo semestre de 2020 – as inscrições já estão abertas pelo site. Devido à pandemia, os cursos foram remodelados para a versão on-line ao vivo (aulas síncronas), sendo que alguns são disponibilizados posteriormente em aulas gravadas, proporcionando ainda mais comodidade aos alunos. “Tivemos uma ótima adesão pelos cursos on-line, que inclusive proporcionaram que pessoas de fora de Londrina pudessem participar, e é provável que essa modalidade continue mesmo após a pandemia, quando será possível retomar nossos eventos sociais presenciais também”, afirma a presidente da associação, Hylea Ferraz. Recentemente, a associação lançou seu canal no YouTube (I Bravissimi Londrina) como forma de ampliar a divulgação de suas atividades.

Professora Vanessa Araujo com a Presidente Hylea Ferraz (crédito Polyanna Araújo)

            A partir do dia 5 de agosto será ofertada uma programação gratuita para os associados todas às quartas-feiras, até novembro, com as seguintes atividades: resenhas orais sobre filmes italianos com a professora Vanessa Araujo, literatura feminina italiana com a professora Natalia Godoi, ópera e opereta com o maestro Alessandro Sangiorgi (regente da Orquestra Sinfônica da Universidade Estadual de Londrina) e leitura e estudo do livro “Che Storia!”. Para o público em geral, no dia 6 de agosto, às 19 horas, será realizada pelo canal do YouTube uma live sobre certificação italiana (quem se inscrever no canal e participar da live terá acesso a um e-book gratuito sobre o tema).

            Tendo como enfoque principal a aprendizagem da cultura e língua italiana para associados e não associados, a partir do dia 10 de agosto serão realizados quatro módulos deste curso regular nos níveis básico (principiante absoluto e iniciante), pré-intermediário e intermediário, ministrados respectivamente pelas professoras Natalia Godoi (mestre e doutora em Estudos Literário pela Universidade Estadual de Londrina), Bruna Sahão (mestre em História da Arte pela Universidade de Florença/Itália) e Vanessa Araujo (mestre em Línguas Estrangeiras Modernas pela Universidade Estadual de Londrina, professora de italiano há mais de 20 anos e coordenadora pedagógica dos cursos de cultura e língua da I Bravissimi).

            Outro destaque é o curso de Arte Cristã, com o professor Sidney Machado, doutor em Teologia Espiritual (Pontificia Università Gregoriana/Roma), além de especialista em Bens Culturais da Igreja e com formação em arqueologia e iconografia cristã, ambos os cursos realizados na Itália. O curso será dividido em três módulos: “Imaginário, símbolo e afetividade” (13 e 14 de agosto), “As catacumbas de Roma” (20 e 21 de agosto) e “Arquitetura cristã pós-constantiniana” (27 e 28 de agosto), sendo possível fazer o curso integral ou parcial (módulos a escolher).

Professor Sidney Machado

            Em outubro haverá a terceira edição do curso Canta che ti passa, que foi um sucesso nas edições anteriores. De forma descontraída e dinâmica, as aulas proporcionam a aprendizagem da língua italiana por meio da interpretação contextualizada de letras de músicas italianas, que incluem informações sobre os artistas e lugares mencionados. Em novembro, será realizado o lançamento de um e-book sobre turismo e comunicação na Itália.

Mais informações: ibravissimilondrina.org e (43) 99957 7031 (WhatsApp)

Grupo Lilases apresenta música e o poder feminino no Elas Fazem e Acontecem

Projeto de Música de Câmara ligado à UEL reúne jovens mulheres que utilizam a música para expressar lutas e conquistas

lilazes_mulheraco

Um desejo: expressar a arte e dar visibilidade a lutas e conquistas das mulheres. Uma linguagem: a música. Uma cor: lilás. Nessa mescla de sentimentos e signos, surgiu o Grupo de Música de Câmara Feminino Lilases, em 2018, que também aliou a vontade de “trabalhar com meninas adolescentes que já tivessem conhecimento em música, e estivessem dispostas a encarar o desafio de tocar em grupo”, descreve Márcia Valéria Gehring, mentora e coordenadora.

Márcia é contrabaixista da OSUEL – Orquestra Sinfônica da Universidade Estadual de Londrina, desde 1994, e explica: “Como funcionária da UEL, criei um grupo de estudos junto à Casa de Cultura para termos um vínculo e poder emitir certificados para as participantes ao final de cada ano”. O nome Lilases remete à dualidade homem/ mulher, intuição, espiritualidade. “A linguagem e o grupo feminino nos desafia a pensar e traduzir temas que afetam as mulheres. Participar das mudanças de comportamentos que vão em direção a conquistas de uma igualdade entre os sexos, interessa a toda sociedade e é necessário e indispensável para a dignidade humana.”

O Lilases é formado por 13 meninas, a maioria entre 16 e 20 anos, que aprendeu os primeiros acordes em projetos sociais. O repertório vai desde o Barroco até compositores do século XX. Desde a criação, o grupo já participou de  apresentações em Londrina e região, e nos dias 30 de setembro e 01 de outubro, vai fazer parte da programação do Elas Fazem e Acontecem, organizado pela empresária Adriana Pontin, diretora da Excelência Mkt e Eventos. Entre uma palestra e outra,  o grupo vai mostrar ao público que a determinação é capaz de se somar ao talento, que é capaz de inspirar também. Mulheraços em cena, no evento que tem tudo a ver com elas.

SERVIÇO:

Inscrições: Mulheraço Elas Fazem e Acontecem

O valor de R$ 30,00 será totalmente destinado para APAE Londrina. As inscrições feitas somente para 01 (um) dia do evento, terão o mesmo valor de R$ 30,00. As inscrições são limitadas ao número de 150 participantes por dia. O evento oferece coffe-break e network, além de conteúdo diversificado apresentando as oportunidades de desenvolvimento de carreiras, empreendedorismo e geração de renda para todas as mulheres.

Local: Auditório do CEAL – Clube de Engenharia e Arquitetura de Londrina (Av. Maringá, 2400 – próximo à rotatória Ayrton Senna).

Festival de Música de Londrina abre amanhã rumo aos 40 anos

39ª edição do FML terá dezesseis dias de formação para músicos e apresentações culturais, de artistas de Londrina, do Brasil e outras partes do mundo

AP JUL001.png

Se tem algo que combina com o inverno londrinense, pode-se dizer que é o Festival de Música de Londrina. Há quase quatro décadas, vem espalhando sons de diversos instrumentos e vozes para os quatro cantos da cidade, e até para além do limite do município.  Firmou-se, ao longo do tempo, como um dos eventos mais importantes da agenda cultural do país e se tornou internacional.

A 39ª edição abre neste dia 10 e prossegue até 25 de Julho de 2019. Na programação pedagógica, 57 cursos e oficinas, com mais de 600 alunos inscritos, com aulas sobre regência, instrumentos, música popular, voz, estruturação musical e práticas para crianças. “Essa parte do Festival conta com propostas inovadoras, cumprindo a missão de proporcionar a todo e qualquer cidadão a oportunidade de participar do evento independente de seu nível”, salienta Magali Kleber, diretora pedagógica do FIML.

Na programação artística, alto nível de apresentações. Para divulgar a abertura do Festival, recital de piano, com Nelson Freire, reconhecido internacionalmente, com um memorável programa romântico hoje, no Teatro Ouro Verde. E até o final da edição, dezenas de espetáculos, que levam um público direto de 30 mil pessoas de todas as idades e classes sociais a ter contato com música de qualidade. 

O Festival vai contar também com a MOSTRA NACIONAL E LONDRINA, com a participação de renomados professores, instrumentistas e grupos reconhecidos no Brasil, trazendo aos espectadores locais o que se produz país afora.  Também está programado, em parceria com o curso de Música da Universidade Estadual de Londrina (UEL), o 5º ENCOM – Encontro Nacional de Composição Musical, convidando pesquisadores, estudantes e profissionais da área, de 10 a 12 de Julho.

Não só nos teatros, utilizará também espaços abertos, como o Zerão, com apresentações gratuitas,  e ultrapassará delimitações geográficas, já que o evento londrinense chega a Apucarana para levar sons de qualidade. Pretende criar, como todos os anos, uma linguagem de entendimento universal, de quem ama música e compartilha da célebre frase  do escritor inglês Aldous HuxleyDepois do silêncio, o que mais se aproxima de expressar o inexprimível é a música.”

SERVIÇO: 39º FESTIVAL DE MÚSICA DE LONDRINA

INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES: www.fml.com.br

Hylea Ferraz: uma mulher e a música

EM HOMENAGEM AO MÊS DA MULHER – PERFIL PROFISSIONAL

ELAS FAZEM E ACONTECEM

Um nome que nasceu para ter projeção se tornou empresa. A  “Hylea Ferraz – Arte e Cultura”  é o resultado de credibilidade e experiência consolidadas nos eventos que realiza.

027.pngHá muito a falar sobre Hylea Regina Côrtes de Ferraz, mas se a palavra for “música” está praticamente tudo dito sobre o mundo de Hylea. Formada em História pela UEL, a musicista e produtora cultural dedica-se há mais de três décadas à flauta e ao canto lírico, respirando arte desde sempre, já que aos cinco anos de idade frequentava as primeiras aulas de piano.

Idealizou e ainda integra o Grupo Intermezzo, reunindo músicos que se dedicam à pesquisa de diversos gêneros musicais e realiza apresentações em espaços públicos variados, como igrejas, praças e salas de espetáculo. O principal evento na área de Londrina – o Festival de Música – tem “o dedo” artístico de Hylea. Ela participou de todas as edições,  auxiliando em sua criação juntamente com sua mãe a professora de canto Walkyria Ferraz.

No currículo dessa londrinense ainda constam o Coral e a Orquestra Sinfônica da Universidade Estadual de Londrina, a diretoria da Associação de Canto Lírico do Norte do Paraná, e a diretoria cultural da ACIL – Associação Comercial Industrial de Londrina. A artista tem realizado diversos projetos em Londrina, como “Acervos Familiares Contam a História dos 80 anos de Londrina” e “Ópera, por que não?”.

O apreço pela cultura italiana (em 1997 esteve na Itália para estudar canto com o maestro Bruno Gini e em 2003 retornou ao país para apresentações) inspirou Hylea Ferraz a fundar a I Bravissimi – Associazione Culturale Italiana di Londrina – que fomenta a cultura tão rica da Itália, e tem realizado uma série de eventos socioculturais, além de concertos, eventos literários e encontros para apreciação da culinária e música italianas. Eleita Presidente da associação italiana para a gestão 2019-2021.

Um nome que nasceu para ter projeção se tornou empresa: A  “Hylea Ferraz – Arte e Cultura”  é o resultado de credibilidade e experiência consolidadas nos eventos que realiza. “Temos em Londrina artistas de grande qualidade e acredito que o trabalho do produtor cultural é essencial para viabilizar os eventos da cidade e, principalmente, fazer com que artistas de áreas diversas possam trabalhar juntos em toda a nossa região”, destaca Hylea.

 

SERVIÇO:

www.hyleaferraz.com.br

VIDA LONGA AO GRUPO INTERMEZZO, PATRIMÔNIO CULTURAL DE LONDRINA

hylea

Grandioso, comovente, histórico! Adjetivos apropriados para classificar o concerto comemorativo dos 30 anos de atividade artística do Grupo Intermezzo, na quarta-feira (17), no Teatro Mãe de Deus. Mais que aplausos, a plateia reverenciou um dos maiores ícones musicais de Londrina cuja trajetória prima pela qualidade do repertório, erudito e popular.

Por sua vez, o Intermezzo homenageou o Brasil caboclo em “Raízes Caipiras”, concerto composto por clássicos da música sertaneja – de fato – como “Chalana”, “Tristeza do Jeca”, “Cuitelinho”, entre outras canções de tocar o coração.

O público, claro, cantarolou .  Com arranjos próprios, o espetáculo teve direção musical de Tania Vaz e contou com 13 artistas entre instrumentistas, cantores líricos e músicos convidados.

Durante a apresentação, a plateia rememorou canções pertencentes à memória afetiva brasileira. Ou seja, formou-se, espontaneamente, um coral tão bonito quanto singelo e interiorano, no sentido mais amplo da formação musical de um Brasil, ainda, viável.

Para a empresária Adriana Pontin, diretora executiva da Excelência Mkt & Eventos, a longevidade do Grupo Intermezzo pode ser creditada à qualidade musical, ao trabalho minucioso de pesquisa, à formação de público e, principalmente, à revelação de novos talentos.  “Temos orgulho por contribuir, através de nossa assessoria, de uma da parte da história de um grupo musical que honra o nome de Londrina em território nacional, e até mesmo no exterior”, frisa.

Em três décadas de atuação, o Intermezzo projetou musicistas com carreiras bem-sucedidas no Brasil e do exterior, como a soprano Solange Siquerolli, radicada atualmente em São Paulo.  Juntamente com Hylea Ferraz, a cantora lírica foi uma das idealizadoras do grupo juntamente com Vera Franzin Martins (pianista), Ingrid Huhmann (mezzo-soprano) e Gabriele Von Arco (violoncelista).

Através da musicista Hylea Ferraz , a equipe de profissionais da empresa Adriana Pontin Excelência Mkt & Eventos parabeniza todos os músicos do Intermezzo, que contribuíram para o fortalecimento do cenário cultural de Londrina e de todo o Paraná!

Vida longa ao Grupo Intermezzo!!!

 

Foto: Carmen Kley

[wpvideo EvVLBW9V]

Arte e Cultura Londrinense

Uma das marcas da Excelência Marketing & Eventos é valorizar a arte e cultura regional, que além de ser muito gratificante, auxilia no reconhecimento e divulgação de artistas locais. A 5a Exposição “Mulheres Vitoriosas” ofereceu para os participantes da abertura uma apresentação de Ballet Clássico com a bailarina Cristiane Trevisan da Maison Royale Escola de Ballet e Artes ao som de música ao vivo da maravilhosa cantora Cristina Soul. 

22

Cristina Soul e Cristiane Trevisan representam bem a mulher brasileira. A primeira, desde adolescente talentosíssima utiliza o dom de cantar como profissão. Com sua banda Cris Soul no estilo sertanejo, a cantora está com agenda concorrida para esse ano. Já a bailarina, divide seu conhecimento com crianças, adolescentes e adultas despertando a interpretação musical, técnica e de expressão através do Ballet Clássico na Maison Royalle Escola de Ballet e Artes.

Para contratar Cris Soul e Banda entre em contato 43 99993 4815

Agende uma aula e conheça mais o trabalho da Maison Royalle Escola de Ballet e Artes – 43 3301 5851 – Rua Santa Catarina, 50 Tower Shopping sala 40 L3.

Embalo musical: Acústico Blues Trio

De aniversários a eventos corporativos, trilha sonora anima e cativa os convidados

Rica em talentos, Londrina tem uma lista extensa de excelentes profissionais. O Acústico Blues Trio é exemplo. Liderados por Kiko Jozzolino, os músicos se mantêm fiéis ao seu estilo. “Quando as pessoas nos contratam, já sabem que tocamos blues, Jazz e um pouco de MPB, nós não nos vendemos e nem saímos do nosso estilo por motivo nenhum. Como temos outras profissões, hoje, depois de 20 anos de carreira, podemos escolher onde e para quem tocamos”, afirma.

O Kiko deu uma palavra sobre a opinião dele sobre o meu trabalho, em como levo a sério e procuro sempre manter os eventos que cuido com uma identidade sólida. “A Adriana, além de ser uma profissional muito séria e competente, é uma pessoa muito fácil de lidar. Hoje, ser competente é pré-requisito, então, ser flexível e se adequar às condições de cada evento é essencial. E isso ela faz com excelência.”

Na hora da contratação corporativa, a qualidade do trabalho, o profissionalismo e o destaque na cena cultural certamente pesam. Dessa forma, o Acústico Blues Trio se consolida dia após dia e trilha um caminho promissor.

Esse dia foi bastante memorável. Guardo cada detalhe com muito carinho e consciência que mais um evento pôde ser realizado com Excelência sob a benção de Deus.

Música clássica internacional

A ocasião, um casamento. A atração? Certamente sob medida para diferentes eventos. Com o privilégio de comandar a organização deste evento, ainda fui privilegiada em trabalhar com estrelas de renome internacional que assinaram a trilha sonora: o Quarteto Descobertas, liderado por Roney Marczak, que somou forças ao maestro Thomas Fueri e sua esposa, a megastar da musica clássica Internacional, a soprano Ursula Bernhard-Fueri. No portfólio do duo, entre outros destaques, a trilha sonora do campeão de bilheteria de todos os tempos: “Titanic”, de 1998.

“O casamento da Mel foi muito especial! Tenho certeza que das centenas de casamentos realizados em 2013 no Brasil, poucos tiveram o requinte de contar com músicos de renome internacional. Com essa formação, pudemos apresentar músicas que emocionaram a todos, inclusive ao próprio celebrante, que pediu aos músicos números extras, antes de finalizar a cerimônia”, revela Roney. Entre os destaques, “Jesus Alegria dos Homens”, de Bach, “Over the Rainbow” e “Fly to the moon”.

A apresentação, aliás, foi a cereja no bolo em 2013, ano impecável para Roney e o Quarteto Descobertas. “Foi um ano sensacional! Ao todo e também somados aos concertos e shows realizados juntos com a Orquestra Jovem de Londrina, fizemos mais de 280 apresentações tanto no Brasil como no exterior”, revela.

A agenda, se depender de Roney, inclui, ainda mais sintonia com a assessora de eventos Adriana Pontin. “É sempre muito bom trabalhar com ela! A Adriana é sempre muito dedicada, querida, atenciosa e muito cuidadosa com os detalhes. Ela é ótima! Onde tem Adriana Pontin, tem brilho e sucesso!”, completa.

Trouxe essa experiência aqui para o meu Blog para que vocês, leitores, não desistam de seus sonhos. Quando minha empresa começou eu não esperava que ela cresceria e sera tão abençoada com essas parcerias. As dificuldades nunca me pararam e também não vão parar vocês!