Andréa Martins – Perfil de Superação

EM HOMENAGEM AO MÊS DA MULHER – PERFIL PROFISSIONAL

ELAS FAZEM E ACONTECEM

Que mulher que cai e levanta, e cai e levanta, quantas vezes for preciso? Você pode se enxergar nesses atos de sobrevivência, nessa garra inata, nesses feitos heroicos… Poderia ser você, ou eu ou qualquer uma… Mas hoje, esse exemplo de superação, no relato a seguir, recebe o nome de Andréa Martins. 

025.png

A Andréa-artesã ama dar forma ao biscuit. Aos 36 anos, mantém como profissão  a arte que vem das mãos. A Andréa-humana descobriu um câncer no intestino aos 31 e viu o chão cair. Entregou-se a Deus, passou pela cirurgia, e em 20 dias estava de volta ao que mais amava: ser a Andréa-família, mãe da Bianca (e hoje avó do Yuri ), e decidiu cuidar muito mais dessa vida!

Três anos depois, a Andréa-Fé passou por mais uma provação. Outro câncer, inicialmente sem saber onde. Chegou a pedir a Deus que a levasse por conta da dor, embora ela, agora mais forte, embora ela, agora com mais medo. Outra cirurgia, seis meses de quimioterapia e mais uma vez a “misericórdia divina falou mais alto”, assim relata. Com essa fase vencida, a Andréa-mãe, não desgrudou da filha com meningite no hospital. E nove meses após, acreditando estar livre de todas as quedas, a Andréa-esposa, perdeu o marido. “Deus chamou”, diz ela, às lágrimas, “depois de oito anos de casada, com muito amor e cumplicidade”.

Hoje, ao juntar cacos, a Andréa-superação dá valor a cada instante da vida. Tem tristezas ainda, mas acredita no sorriso como força para recomeçar. Não se vê diferente de qualquer outra mulher, que luta para se manter em pé. É adepta da corrida, onde coloca toda a energia… E gosta de citar a poesia de Bráulio Bessa para renovar tudo que acredita e a trouxe até aqui:

Recomece e se refaça! 

Relembre o que foi bom! Redescubra algum dom!

Reaprenda quando errar! Rebole quando dançar!

E se um dia lá na frente, a vida der uma ré, 

Recupere a sua fé, e recomece novamente.

Serviço:

Andrea Martins – andreaapsantos@hotmail.com

 

Câncer de mama tem cura!

filename-utf-8HCL-CampanhaOutubroRosa2016-BannerEstatico-940x225px

Diagnóstico precoce do câncer de mama é a esperança de cura. Conheça suas mamas e faça mamografia anualmente. Cuide-se!

O Movimento Outubro Rosa nasceu nos Estados Unidos onde algumas ações isoladas eram realizadas para incentivar a realização da mamografia. Posteriormente, o Congresso Americano aprovou uma lei instituindo outubro como o mês nacional de prevenção do câncer de mama. Mas foi a Fundação Susan G. Komen for the Cureque lançou o laço rosa, o qual foi usado pelos participantes da primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova York em 1990.

Depois destas iniciativas com grande repercussão nos Estados Unidos, o Outubro Rosa seguiu sensibilizando pessoas, autoridades, empresas e órgãos públicos em todo mundo, sempre enfatizando a importância do diagnóstico precoce. Além da distribuição de laços rosa, a iniciativa de iluminar prédios públicos e monumentos históricos também foi uma estratégia que ampliou a divulgação desta importante campanha de conscientização das mulheres.

No Brasil, a primeira manifestação pública do Outubro Rosa ocorreu em 2002 quando, um grupo de voluntárias conseguiu convencer as autoridades de São Paulo a iluminar o Obelisco do Ibirapuera, com o apoio de uma indústria européia de cosméticos.

Em Londrina, o Movimento Outubro Rosa teve início em 2009, iniciativa das Amigas do Peito, um pequeno grupo de mulheres com câncer de mama que teve o apoio de voluntárias e profissionais do Departamento de Enfermagem da Universidade Estadual de Londrina. Além da entrega de laços cor de rosa, elas também usaram os veículos de comunicação como Emissoras de TV, Rádio e Jornais para promover a conscientização das mulheres.

No vídeo abaixo, a empresa Dapel Auto Peças oferecendo palestra com a Dra Rita Inocente com orientação sobre diagnóstico precoce, tratamento e cura do Câncer de Mama.