Londrina sedia 1o Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente do Estado do Paraná com 27 cidades participantes

Fórum reúne conselheiros municipais do meio ambiente em Londrina para compartilhar conhecimento e experiências

Conselheiros municipais do meio ambiente do Paraná todo lotaram o anfiteatro Cyro Grossi, no Centro de Ciências Biológicas (CCB) da Universidade Estadual de Londrina (UEL), na última segunda-feira (14), para o 1º Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente do Estado do Paraná. O encontro debateu desafios e soluções de sucesso aplicadas em cidades paranaenses no setor ambiental, desde coleta seletiva de lixo até compensações por impactos ambientais.

Ao todo, foram 150 participantes de 25 cidades do Paraná, como Alto Paraná, Apucarana, Assaí, Astorga, Cambé, Cascavel, Curitiba, Goioerê, Guarapuava, Ibiporã, Jardim Alegre, Jataizinho, Lapa, Londrina, Mandaguari, Marilândia, Maringá, Paranavaí, Ponta Grossa, Rolândia, Santa Isabel do Ivaí, Sertanópolis, Tibagi e Toledo, além de duas do interior de São Paulo: Assis e Campinas.

O prefeito Marcelo Belinati participou da abertura e destacou a importância de transformar Londrina numa capital da natureza, assunto que foi apresentado na palestra de encerramento ministrada por Charles dos Santos, presidente do Conselho Municipal do Meio Ambiente de Londrina (Consemma). Antes, o destaque foi a fala de Silvio Barros, ex-prefeito de Maringá e referência na área ambiental. “É inegável que a atividade humana impacta em questões como aquecimento global. O que precisamos fazer é colocar em prática ações que minimizem os efeitos”, disse.

Também participaram como palestrantes o presidente da Federação Nacional de Conselhos de Meio Ambiente (Fecondema) e diretor para Conselhos de Meio Ambiente da Associação Nacional de Órgãos Municipais de Meio Ambiente (Anamma), Carlos Alexandre Silva; e o advogado e professor da área de Direito Civil e Ambiental, Dr Luciano Tinoco Marchesini. O fórum teve ainda dois talk shows, apresentando cases de sucesso de conselhos municiais paranaenses.

O caos ambiental urbano em pauta no Fórum dos Conselhos de Meio Ambiente do Paraná

Evento vai levantar o problema da aglomeração de pessoas sem o planejamento adequado e como traçar políticas para melhorar a qualidade de vida desses moradores

Forum.png

Enquanto o crescimento das cidades se dá de forma desenfreada e não planejada, a qualidade de vida se compromete. Assim, problemas sociais urbanos estão, e sempre vão estar, cruzados com problemas ambientais de cidades de todos os portes ao longo das décadas. É o chamado caos urbano, uma das grandes preocupações no mundo atual. A formulação de políticas públicas socioambientais mais justas e equilibradas é um dos grandes objetivos do 1º Fórum dos Conselhos Municipais de Meio Ambiente, que será realizado no dia 14 de outubro, em Londrina, no Auditório Cyro Grossi (CCB/ UEL).

O evento vai tratar do desafio da grande aglomeração de pessoas no meio urbano, sem a  infra-estrutura adequada e as consequências disso. A urbanização sem controle, que traz o desemprego, a violência, e o aumento de favelas  em situação precária, sem os serviços públicos básicos, também são problemas ambientais, que serão temas de discussões. Como traçar estratégias para solucionar tudo isso, compartilhando experiências bem sucedidas, será uma das abordagens.

O Fórum também vai aliar os órgãos ligados ao meio ambiente de todas as cidades paranaenses, com o setor político, nas esferas municipal, estadual e federal, para que propostas possam ser implementadas como políticas públicas comuns e que possam modificar realidades.

Confira detalhes no site: https://www.consemmalondrina.com.br/

Inscreva-se: 1o Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente do Estado do Paraná

Políticas ambientais para cidades paranaenses em debate

Como evitar o caos urbano e ambiental, como proteger recursos hídricos, a conscientização ambiental e o incentivo ao empreendedorismo estarão em debate

AP-AGO-0011.jpg

O desenvolvimento das cidades em harmonia com as questões ambientais e sociais. É no almejado crescimento sustentável, com políticas públicas em consonância com a preservação da natureza e oportunidade aos cidadãos, que moram as principais preocupações mundiais da atualidade e que estarão em discussão  no 1º Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente, em Londrina, no dia 14 de outubro, no Auditório Cyro Grossi (CCB/UEL).

“Entre os grandes desafios está o de evitar o caos ambiental gerado pela formação dos grandes centros urbanos”, esclarece Charles dos Santos, presidente do CONSEMMA – Conselho Municipal do Meio Ambiente de Londrina. O chamado caos urbano, que considera principalmente a falta de habitação, pelo crescimento acelerado das cidades, sem o planejamento adequado, já vem sendo apontado há anos por estudos e organizações como a ONU (Organização das Nações Unidas), e a habitação está intimamente ligada às questões ambientais, “daí a necessidade de projetos de urbanismo respeitem a natureza, minimizando os  impactos negativos.”

O Fórum também pretende levantar propostas para a proteção de recursos hídricos e discutir sistemas para compensações ambientais. “Formas de conscientização também vão fazer parte dos debates”, antecipa Charles, “para alcançar, por exemplo, os empresários no seu papel para a preservação ambiental, e a população em geral,  no seu papel como cidadãos que participam dos esforços de preservação da natureza.”  E ainda: incentivar o empreendedorismo na área ambiental, uma tendência mundial, que cresce a cada ano no Brasil, e amplia o objetivo da inovação para gerar valor econômico, engloba também o desenvolvimento sustentável e seus benefícios sociais e ambientais.

Confira detalhes no site: https://www.consemmalondrina.com.br/

Inscreva-se: 1o Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente do Estado do Paraná

Saúde e bem estar é um dos desafios do milênio!

Dentre os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da ONU – Organização das Nações Unidas, a serem atingidos até 2030, ‘saúde e bem estar’ é o terceiro item.

postsaude

A Adriana Pontin Excelência Mkt & Eventos segue e defende à risca os 17 objetivos, para um mundo com crescimento mais sustentável. Por isso, vem desenvolvendo ações alinhadas a todas as metas,  junto às empresas que assessora há mais de dez anos.

A promoção da saúde e bem estar da comunidade – o terceiro item dos ODSs – está entre as prioridades.  A realização de palestras e oficinas sobre prevenção de diversas doenças,  como o câncer de mama, campanhas de doação de sangue, medula óssea e órgãos, e arrecadação de donativos, vem fazendo parte do planejamento estratégico, que atrai um público interessado nos temas, interagindo com empresas nesse perfil responsável.

Um dos exemplos mais bem sucedidos é o Projeto Gotas de Vida, para incentivar a doação de sangue, realizado de junho à novembro, com a adesão de diversos parceiros e clientes que apoiam a iniciativa. A arrecadação de donativos em prol do Hospital do Câncer de Londrina, foi uma iniciativa de M. Couture, do Catuaí Shopping, com assessoria de Adriana Pontin, quando foram doados mais de 200 itens à entidade, para marcar o Dia Nacional de Combate ao Câncer, em 27 de novembro.

Adriana Pontin acredita que “investir em ações considerando esses objetivos ajuda sim a melhorar a imagem de uma empresa, mas acima de tudo, colabora com um mundo mais solidário e justo.  E ainda estreita laços com a comunidade em que ela está inserida!”

Pensamos nas estratégias de Responsabilidade Social e Sustentabilidade para cada tipo de negócio. Conte com nossa equipe!

 

 

 

Mais sustentabilidade, por favor!

Sustentabilidade tem a ver com pessoas e natureza, e uma empresa sustentável tem imagem diferenciada perante seu consumidor. 

postsustentabilidade

Não é só uma questão de desenvolver a imagem positiva que sua empresa tanto almeja. É questão de se preocupar, de verdade, com os problemas sociais e ambientais que afligem o planeta, potencializados pelo crescimento desordenado das últimas décadas. Propor a sustentabilidade empresarial é, portanto, acreditar que todos podem viver num mundo melhor, inclusive sua empresa e o consumidor dela.

Algumas práticas que a equipe Adriana Pontin Excelência Mkt & Eventos  incentiva: 

– Adoção de práticas internas com os colaboradores, como uso racional da água e da energia e de educação ambiental;

– Reaproveitamento de matérias primas e reciclagem de lixo;

– Adequação à legislação como a Lei da Aprendizagem e leis ambientais brasileiras;

– Elaboração de projetos de Responsabilidade Social, como ações voluntárias e de conscientização sobre temas relevantes à população em geral.

Sabe quais as vantagens? 

Essas práticas melhoram sim a imagem externa e interna (diante dos colaboradores) da sua empresa. Também trazem economia real, com reduções de custos, e mais produtividade com os funcionários satisfeitos. E o melhor de tudo: garantem que sua empresa esteja consciente de que está fazendo a sua parte para melhorar a existência das futuras gerações.

Conte conosco para elaborar ações de sustentabilidade para seu negócio em 2019!