Dia das Crianças: Seja sempre uma delas!

Neste 12 de outubro, que tal voltar à sua essência esquecida lá na infância? 

Se você fosse criança, qual brinquedo gostaria? Aquele que teve um dia e de tão surrado alguém jogou fora? Aquele que nunca teve, e – ao passar na vitrine – enchia seus olhos de sonhos? Aquele que transforma o mundo? Ou aquele que transforma você? Se as perguntas mergulham sua mente no passado,  num tempo bom,  de lembranças misturadas, e o coração foi para a saudade, o sorriso no canto da boca e uma discreta lágrima caiu, veja só, ser criança era mesmo o auge da vida!

Se brincar era o verbo e feliz o sentimento, havemos de lembrar que ser criança valia a pena. Da inocência, do sorriso fácil, da capacidade de achar graça em tudo, de se contentar com tudo, de terminar um choro rápido e no minuto seguinte voltar a brincar, essa doce fase chamada infância nunca deve sair de nós… E isso não é ser “infantilizado”. É ser maduro suficiente e com sabedoria suficiente para agir na mesma plenitude daquela criança que você já foi.

No mundo de hoje, encontrá-la dentro de si parece ser caminhar por uma estrada sem destino. Mas, volte a pensar no brinquedo… Se encontrou lá no primeiro parágrafo o que tanto desejava, lá também está o melhor de você. Neste Dia das Crianças, mais que um brinquedo dado e que o pensamento positivo, queremos que você ria muito, pule, fantasie, adormeça, sonhe. Viva cada minutinho. Se puder, dê as mãos para um pequenino ao seu lado, ele certamente lhe ensinará tudo que você precisa saber. E sentir!

Exposição de Brinquedos faz resgate de uma infância criativa com peças artesanais

Brinquedos feitos à mão, como parte da cultura brasileira, utilizam materiais diversificados e instigam a imaginação infantil , colaborando com o acervo de escolas do SESC

image002

Brinquedos feitos com as mãos… de miriti, de lata, de folha de flandres, de jornal… Panelinhas de barro, bichinhos de balata, bonecas de pano, petecas de palha. O Brasil é vasto também nos brinquedos, um universo rico e lúdico , que está na Exposição  “Brinquedos do Brasil: invenções de muitas mãos”, no SESC da Fernando de Noronha, até 06 de julho. O objetivo é “instigar a imaginação infantil, fazer um convite ao brincar, às memórias de infância e ao universo do brinquedo artesanal”, explica a curadora Adriana Klisys.

“A exposição faz parte de um projeto educativo e cultural de divulgação e valorização do
brinquedo artesanal para inspirar práticas criativas de construção de brinquedos pelos
professores, pelas crianças e pela comunidade educativa, bem como incrementar o
acervo lúdico das escolas do Sesc, com brinquedos que proporcionem experiências
sensíveis”, resume Yuka Toyama Borges, gerente executiva do SESC.

São cerca de 145 brinquedos, que fazem parte do Departamento Nacional do SESC, numa diversidade agora aberta para o público em geral e para escolas, que podem agendar horários. “As crianças ampliam a oportunidade de brincar, tocando e experimentando as peças, perguntando-se quem o criou, como foi feito?”, complementa Adriana, que é psicóloga. Que esses brinquedos não sejam objetos em extinção e que façam parte para sempre da cultura rica do Brasil.

SERVIÇO:

Exposição Brinquedos do Brasil: invenções de muitas mãos

Local: Hall do Sesc Londrina Centro (Rua Fernando de Noronha, 264)

Horários: seg a sex, das 8h às 22h / sáb, das 9h às 18h / dom e feriados, fechado.

Informações e inscrições: 43 3305-7800 / 3305-7824.

Agendamento de escolas: 43 3305-7824 ou pelo e-mail: samantha.abreu@sescpr.com.br