Grupo de Mulheres Corretoras de Imóveis promove palestra sobre violência

Palestra com advogada Jaqueline Heinzl vai alertar que insultos ou elogios demasiados e necessários na profissão também podem ser um tipo de violência
WhatsApp Image 2019-04-25 at 15.30.32
O GMCI – Grupo de Mulheres Corretoras de Imóveis de Londrina –  realiza no próximo dia 08 de maio de 2019, às 19 horas, no auditório do CRECI,   a palestra “VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER: SAIBA SEUS DIREITOS”. A palestrante é a advogada Jaqueline Heinzl, membro da Comissão da Mulher Advogada da OAB – Londrina, especialista em atendimento a vítimas de violência doméstica e familiar.
Jaqueline é autora da cartilha com o mesmo nome, lançada em abril, durante o I Mulheraço Hi-Tech, na Expolondrina 2019. De forma didática, com textos e ilustrações, o material tem o objetivo de “levar informações até as casas das pessoas, fazendo com que a mulher, os filhos e até mesmo o homem entendam o que é a violência doméstica e familiar contra a mulher e possam contribuir para tirar mulheres deste ciclo, em que o fim, muitas vezes, acaba com sua morte”, explica a advogada.
A presidente do GMCI, Suely Marlene Rodrigues, conta que o grupo teve essa iniciativa, “por sermos mulheres, e também no nosso dia a dia, convivermos com violência em nossa profissão”. Suely lembra que “como é mencionado na cartilha,  a violência não é só agressão física, muitas vezes está nas palavras, com insultos ou elogios demasiadamente desnecessários.”
A palestra é gratuita e aberta a toda comunidade, e pretende ser um alerta geral para qualquer mulher. “A mulher tem e deve saber quais são os  tipos de violência praticadas no nosso dia a dia, principalmente por parte dos homens para entender como se proteger disso”, completa Suely.
SERVIÇO:
DATA: 08/05/2019
LOCAL:  auditório do CRECI –  Rua Pref. Hugo Cabral, 957 – 11º andar
Inscrições clique aqui 

Larissa Ramos: um transplante duplo e uma vida nova!

EM HOMENAGEM AO MÊS DA MULHER – PERFIL PROFISSIONAL

ELAS FAZEM E ACONTECEM

 

A luta pela vida  e a vitória após receber um rim e o pâncreas se transformaram numa causa dessa advogada que renasceu

 

031.png

A Larissa Ramos de hoje, de 38 anos, é advogada, saúde perfeita, com rins e pâncreas funcionando 100%. Mas por 25 anos foi diabética, doença causada pela falta de insulina,  produzida pelo pâncreas. E ao fazer uma cirurgia plástica, descobriu que também era portadora de doença renal, que se caracteriza pela perda de capacidade dos rins. Larissa entrou na fila do transplante e realizou o procedimento em 2016, o que representou o divisor de águas na vida dela.

“Foi um transplante duplo e deu tudo certo”, lembra. “O transplante foi um renascimento, não tenho mais diabetes nem doença renal!” Apesar da nova fase cheia de saúde e felicidade, algo dentro de Larissa ficou latente. E ela passou a militar na causa para incentivar a doação de órgãos. Como advogada, cuida gratuitamente de toda parte jurídica de transplantados e pré transplantados. E como ser humano que sentiu na pele todo esse drama, também luta para o convencimento de famílias que perderam entes queridos a fazer a doação. “Ainda  dou palestras sobre superação para pessoas que estão na fila do transplante ou para aquelas que acabaram de fazer, contando minha própria história.”

A conscientização sobre a doença renal é outra grande batalha dessa mulher de garra, “um tema pouco conhecido ainda da população” e que a advogada procura dar visibilidade. Larissa também faz parte do projeto Gotas de Vida, que incentiva a doação de sangue. Formas que ela encontrou depois de passar por tantos desafios na vida. “Vi o quanto as pessoas necessitavam de apoio, ajuda e conscientização para essa causa!”

A especialista em direito público com ênfase em gestão pública, e direito tributário e eleitoral, segue a vida com plenitude trabalhando no Núcleo de Práticas Jurídicas da Faculdade Pitágoras. E inevitavelmente inspira com toda fé expressa na seguinte frase: “Deus me escolheu para conhecer essa causa da maneira mais profunda que existe! Me fez doente, para sentir na pele todo o sofrimento, depois me curou! E me disse: Vai! Vai ser a voz daqueles que não tem e precisam!”

Elizangela Ribeiro: Uma apaixonada pelo direito de família aposta na conciliação

EM HOMENAGEM AO MÊS DA MULHER – PERFIL PROFISSIONAL

ELAS FAZEM E ACONTECEM

 

 Com 20 anos de atuação, a advogada não cansa de buscar mais conhecimento na área

024.png

Desde formada, a advogada Elizangela Ribeiro já “flertava” com o direito de família, uma área em que sentiu maior afinidade, embora a área cível empresarial predominasse na rotina  do escritório, em sociedade com o esposo – o Ribeiro e Sócio Advogados Associados.

Mas nos últimos anos, ela resolveu mergulhar mais a fundo na grande paixão e buscou especializações. Recentemente concluiu mais uma em “família e sucessões” pela Escola Paulista de Direito e outra pela Universidade de Coimbra, em Portugal. Elizangela também é a atual coordenadora da Comissão de Direito das Famílias e Sucessões da OAB – Londrina, e preside o Núcleo Londrina do IBDFAM – Instituto Brasileiro de Direito de Família. “Eu estou bem vinculada, animada e cheia de projetos, trazendo muito conhecimento para os agentes dessa área em Londrina.

Ano passado, realizamos vários eventos no direito de família para ser aplicado dentro da sociedade para melhores resultados”, conta. Para 2019, a advogada já planeja um congresso na área, com grandes nomes de palestrantes, ainda em fase de confirmações. E na Comissão da OAB, novos projetos sociais, com arrecadação de donativos a famílias carentes de Londrina.

Outra meta é fazer um curso de mediação no Rio de Janeiro, “porque creio que o direito de família tenha que passar pela conciliação para resolução de conflitos, já que a área envolve a subjetividade de mágoas, lutos e dores, e a conciliação pode ser um caminho menos doloroso”. Nessa convicção, Elizangela não cansa e não para, tal qual uma corrida em que a chegada é a realização profissional. Correr, aliás, é outra grande paixão dessa advogada londrinense…

Marly Fagundes ultrapassou os limites de Londrina com escritórios em várias cidades

EM HOMENAGEM AO MÊS DA MULHER – PERFIL PROFISSIONAL

ELAS FAZEM E ACONTECEM

O Escritório Marly Fagundes Advocacia Previdenciária iniciou as atividades em 1988 em Londrina, e já está presente também em Curitiba, Três Lagoas, Telêmaco Borba, Pinhais, e atende todo o Paraná, São Paulo e Mato Grosso. 

033.pngTodas as características que um bom advogado precisa ter estão em Marly Fagundes. Dedicação, perspicácia com as constantes mudanças na lei e o principal: ser uma boa ouvinte, para poder entender a história de cada cliente. “Prezo muito o bom relacionamento com os clientes; estão comigo há muitos anos. Eles me contam suas histórias, eu gosto de escutar, aconselhar. Vou reconstituindo a história deles e, assim, entendendo a trajetória profissional de cada um,” conta.

Marly, que chegou a  cursar Ciências Biológicas,  formou-se  em Direito em 1987. Especializou-se na Europa e fez doutorado em Buenos Aires. O aprofundamento nos estudos fez alavancar a carreira. Logo após formada, abriu o escritório na área da previdência. Hoje o Marly Fagundes Advocacia Previdenciária ultrapassou os limites de Londrina, e está presente também em Curitiba, Três Lagoas, Telêmaco Borba, Pinhais, atendendo o Paraná, São Paulo e Mato Grosso.

“Hoje atendo grandes grupos empresariais e tenho uma equipe coesa e eficiente que me dá todo respaldo.” A advogada acompanha o dinamismo do Direito e não pára nunca:  “Ele é dinâmico, as leis mudam, você tem de saber, o cliente exige. Eu leio livros técnicos sempre, enquanto estou nos aeroportos, em casa, no trabalho. Minha dedicação ao meu ofício é grande. E tem de ter disposição, porque meu escritório está sempre cheio e cada cliente é único e exige respeito, atenção e dedicação.”

O escritório, no centro de Londrina, ocupa três andares. Além da Previdência, atua também nas áreas de Contratos, Responsabilidade Civil, Tributos, Trabalho, Bancário, Consumidor, Cobranças, Família e Sucessões. Para quem ama o que faz, o compromisso com o cliente, buscando a melhor solução com atendimento personalizado é algo natural. Coisa de bom advogado…

Franciane Campos – Advogada especialista em Direito Médico levanta bandeiras para amadurecer o setor

EM HOMENAGEM AO MÊS DA MULHER – PERFIL PROFISSIONAL

ELAS FAZEM E ACONTECEM

A advogada Franciane Campos não apenas atua em defesa de profissionais de saúde, como defende causas importantes na área, que podem ajudar a melhorar a relação com pacientes no Brasil.

 

015.png

Casada há 14 anos, há 11 começou a trabalhar como advogada, inicialmente na área trabalhista, “por influência do marido”, como ela mesma deixa claro. Mas a grande paixão falou mais alto e Franciane resolveu mergulhar no Direito Médico, ramo que realmente a fascinava.

Para aumentar o conhecimento, ela vem participando de inúmeros grupos de estudos voltados à área da saúde, e recentemente realizou em Portugal, uma especialização em Direito da Medicina pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, em fase de conclusão.

A defesa dos profissionais de saúde, tanto na esfera preventiva, como administrativa e judicial faz parte da rotina. E a advogada londrinense vai além. “Um dos meus sonhos é a obrigatoriedade da disciplina “Cuidados Paliativos” na graduação de Medicina, luto para que essa realidade ocorra no Brasil.” E explica: “O objetivo é trazer conhecimento, ainda que de forma sintetizada ao estudante de Medicina, dissipar preconceitos e ideias erroneamente vinculadas aos cuidados paliativos, consequentemente trazer aos pacientes e seus familiares alívio ao sofrimento e melhor qualidade de vida.”

Na mente de uma verdadeira ativista, ela também prega mais debates sobre o Testamento Vital, “como consolidação da autonomia da vontade do paciente e proteção do profissional de saúde frente à crescente judicialização da medicina.”