Dia dos Pais: Você conhece essa história?

Data criada com mote religioso por jornal carioca se difundiu e se tornou uma das mais prestigiadas ao longo do ano

AP-AGO-006.jpg

Historicamente, o Dia dos Pais sempre foi menos “badalado” no Brasil que o Dia das Mães, que passou a existir antes. Afinal, mãe é mãe, né! Mas nos últimos anos, a figura paterna, que remete a companheirismo, parceria, e aquela mão amiga e forte, pronta para apoiar e elevar a auto estima dos filhos, se configurou, e salta aos olhos de consumidores, nas propagandas televisivas, sendo, hoje, um reflexo do modelo atual da sociedade, com pais cada vez mais conscientes e presentes na formação de suas crias.

No mundo todo,  é uma das datas mais prestigiadas do ano, em dias diferentes e com origens diversas também; e vem no conjunto de datas comemorativas de que o comércio se vale para elevar as vendas (já defendemos aqui a importância dessas datas como forma de fomentar a economia nacional). Aos filhos, cabe a homenagem.

Sempre no segundo domingo de agosto, o Dia dos Pais no Brasil foi comemorado pela  primeira vez em 1953, no dia 16 de agosto, data criada como “Dia do Papai”, no jornal carioca O Globo. O dia era também de São Joaquim, pai de Maria, mãe de Jesus Cristo, considerado o patriarca das famílias, na fé católica. Desde o início, o apelo familiar tinha sim um viés comercial.

Mas o fato é que a homenagem, restrita ao Rio de Janeiro,  pegou, e a partir do segundo ano, se difundiu para o Brasil todo, deslocando-se a data para um domingo, e consagrando um dia dedicado a essa figura, que de ‘carrancudo a babão’ está sempre no coração, e merece, no mínimo, um grande abraço!

Desejamos a todos os pais um feliz dia!

Publicado por

Adriana Pontin

Adriana Pontin

Executiva de negócios apaixonada por criar experiências únicas. Co-autora dos livros "Mulheres que empreendem e transformam" e "As donas da P. toda". Especialista em marketing de experiência, turismo de negócios, inovação social e liderança. Atual presidente da Adetunorp (agência de desenvolvimento turístico do Norte do Paraná). Araponguense, mas, pé vermelho de coração. Tutora do Theo, companheiro fiel, além de ser o pug mais lindo do mundo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *