Londrina se apresenta como Capital da Natureza no Fórum sobre o Meio Ambiente

Primeira edição do evento pretende levantar desafios comuns das cidades a apontar soluções viáveis na área ambiental

Londrina sedia amanhã (14) o 1º Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente, um evento que reúne os principais atores responsáveis por zelar pelo meio ambiente, encarar seus desafios em todo Estado, e propor e implementar as soluções, com apoio governamental. Será um dia inteiro de debates, novidades no setor e apresentação de cases de sucesso, no Auditório Cyro Grossi, no CCB/UEL.

Com o tema central “Paraná da Natureza – como tornar essa visão real”, o Fórum terá quatro palestras. A palestra magna terá o tema “Desafios da sustentabilidade na Agenda 2030 da ONU e o papel dos conselhos de meio ambiente”, com Silvio Barros, ex prefeito de Maringá; o advogado e professor Luciano Tinoco Marchesini. falará sobre “Resolução de Conflito Ambiental através da Mediação”; já o tema “Conselho de Meio Ambiente, legitimando a Gestão das Cidades” será abordado pelo Presidente do FECONDEMA – Federação Nacional dos Conselhos de Meio Ambiente e Diretor da ANAMMA BRASILE (Associação Nacional de Órgãos Municipais de Meio Ambiente), Carlos Alexandre Silva.

Para mostrar o potencial de Londrina, sede do Fórum, como município plenamente voltado para as temática ambiental, o presidente do CONSEMMA Londrina, Charles dos Santos encerra a programação com a palestra “Londrina – Capital da Natureza”. O evento também terá dois Talk Shows, apresentando “Cases de Sucesso dos Conselhos Municipais” das cidades de Guarapuava, Ponta Grossa, Maringá, Apucarana, Foz do Iguaçu e Paranaguá.

Na primeira edição do Fórum, o objetivo será compartilhar experiências e reunir ainda autoridades políticas que possam dar força as propostas retiradas do encontro. O evento começa a partir das 08 da manhã, com intervalo para almoço e coffee break.

Confira detalhes no site: www.consemmalondrina.com.br

Inscreva-se: 1o Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente do Estado do Paraná

Talk Show traz cases de sucesso na área ambiental de cidades paranaenses

Seis cidade apresentam experiências na área ambiental que podem ser modelo a ser seguido por outros municípios paranaenses

PROGRAMACAO_1000X1000

Seis cidades paranaenses e seus casos reais na área ambiental. Experiências bem sucedidas serão compartilhadas no 1º Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente, que será realizado no dia 14 de outubro, no Auditório Cyro Grossi (CCB/UEL), em Londrina. Serão dois Talk Shows, apresentando as cidades de Guarapuava, Ponta Grossa, Maringá, Apucarana, Paranavaí e Rolândia, dentro da programação do evento.

De Maringá,  o Presidente do COMDEMA (Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente de Maringá, Luerti Gallina, vai explicar o PGAU – Plano de Gestão da Arborização Urbana, um conjunto de métodos, medidas e diretrizes a serem adotadas para o gerenciamento, planejamento e monitoramento da arborização urbana, para melhoria do manejo, expansão e conservação das árvores em áreas públicas urbanas.

O Secretário de Meio Ambiente de Guarapuava, Celso Alves de Araujo, vai apresentar o Programa Guarapuava Ambiental. Criado em  2013,  busca o desenvolvimento de atividades socioambientais, a conservação e preservação dos recursos naturais, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida da população.

Apucarana trará a experiência de uma cooperativa de recicláveis que iniciou as atividades ligada à Igreja Católica. O Presidente do  Conselho Municipal do Meio Ambiente do município ( COMMAP), Lauro Kuchpil, será o responsável por explicar o trabalho da COCAP (Cooperativa Mista de Trabalho Produção de Catadores e Separadores de Materiais Recicláveis de Apucarana), que além da coleta do lixo Reciclável em si, também promove a inclusão social.

A Notificação dos Grandes Geradores é mais uma experiência de sucesso direto de Paranavaí. O Engenheiro Agrônomo João Marques, ex Secretário de Agricultura, e de Meio Ambiente Municipal, vai explicar que prefeitura pagava pela coleta, e conseguiu uma economia significativa depois da ação.

Caroline Schoenberger, advogada ambiental e Presidente do Conselho Municipal de Meio Ambiente (Comdema), de Ponta Grossa, apresentará o Case : ” gestão ambiental urbana”, demonstrando os resultados com a aplicação de verbas do Fundo de Meio Ambiente (FUNDAM), na busca não somente da preservação dos recursos naturais, mas pela cidade sustentável e com qualidade de vida que toda a população.

Por fim, a aplicação do PMAU – Plano Municipal de Arborização Urbana- será o case de Rolândia, com o  Secretário de Agricultura e Meio Ambiente do Município, .Anderson Buss Cardoso, que vai explicar os procedimentos de substituição de árvores e  podas.

Confira detalhes no site: https://www.consemmalondrina.com.br/

Inscreva-se: 1o Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente do Estado do Paraná

Fórum do Meio Ambiente: Palestra “Resolução de Conflito Ambiental através da Mediação”

A Mediação como forma de solucionar conflitos na área ambiental será abordada pelo Advogado e Professor de Direito Civil e Ambiental,  Luciano Tinoco Marchesini

PALESTRANTE - DR LUCIANO

Com o tema “Resolução de Conflito Ambiental através da Mediação”,  Luciano Tinoco Marchesini, Advogado Público e professor de Direito Civil e Direito Ambiental, será um dos palestrantes do 1º Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente, em Londrina, no dia 14 de outubro, no Auditório Cyro Grossi (CCB/UEL). Segundo ele, “a resolução de conflitos utilizando expedientes extrajudiciais, como a Mediação, faz parte de um caminho universal de acesso a justiça, consagrado mundialmente, fortemente utilizado nas economias mais fortes, muito desenvolvido na Universidade de Harvard.”

Marchesini também destaca que a Mediação é instrumento de pacificação social,  um dos
métodos alternativos de solução de conflitos, regulamentado no Brasil desde 1996, e previsto na recente Lei Processual Civil. “A Câmara de Mediação é o instrumento adequado para implementação da solução local dos problemas ambientais, atendendo a máxima de ‘Pensar Globalmente e Agir Localmente’.

O advogado e professor vai fazer um diagnóstico da situação ambiental no Paraná, com as ações dos órgãos federais, estaduais e municipais, além de levantar os principais problemas, soluções tradicionais e os resultados esperados, e resultados alcançados, e finalizar com as medidas urgentes para alterar a realidade. A palestra vai abordar ainda a legislação existente, a criação de Câmaras de Mediação Ambiental propostas pelos Conselhos de Meio Ambiente dos municípios, que agilizam a solução de conflitos, e apresentar  experiencias de sucesso, nesse sentido. “Em São Paulo, por exemplo, existe um Núcleo de Mediação Ambiental na Sema desde 2014”, lembra, “e  em agosto deste ano, o ICMBio (Instituto Chico Mendes de preservação da Biodiversidade) criou seu Núcleo de Mediação Ambiental e está treinando os primeiros 200 Mediadores, devendo iniciar a mediação ambiental na segunda quinzena de outubro.”

Confira detalhes no site: https://www.consemmalondrina.com.br/

Inscreva-se: 1o Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente do Estado do Paraná

Fórum do Meio Ambiente: Palestra “Desafios da Sustentabilidade na Agenda 2030 da ONU e o papel dos conselhos”

Ex prefeito de Maringá, Silvio Barros, com forte atuação na área ambiental, vai explanar sobre a Agenda que foca nos Objetivos do Milênio e outros tratados mundiais sobre sustentabilidade e conscientizar os conselhos sobre seu papel

PALESTRANTE - SILVIO BARROS

A Agenda 2030 das Organização das Nações Unidas (ONU) é um plano de ação para o planeta nos próximos 21 anos, baseada em quatro pilares, sendo o principal deles, os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). As demais bases da Agenda são o Acordo de Paris, sobre mudanças climáticas, a Agenda do Habitat III, para urbanização sustentável, e o Protocolo de Sendai ou Declaração de Sendai e o Marco para a Redução de Riscos de Desastres.

Toda essa preocupação mundial será tema da palestra “Desafios da sustentabilidade na Agenda 2030 da ONU e o papel dos conselhos de meio ambiente”, com Silvio Barros. O  ex prefeito de Maringá por dois mandatos e  Diretor da empresa Solução Consultoria há 30 anos, tem forte atuação na área de sustentabilidade, dirigindo a Fundação Vitória Amazônica, maior ONG ambientalista do estado do Amazonas, Consultor e Assessor da ABIH Nacional para implantação do Programa de Responsabilidade Ambiental – Hospedes da Natureza, e ainda  Consultor do SEBRAE PR e  Consultor do Ministério do Meio Ambiente para a OEA e PNUMA para a elaboração do PROECOTUR, Programa de Ecoturismo da Amazônia Brasileira, entre outras ocupações.

Como prefeito de Maringá, ele destaca várias ações no meio ambiente, bem sucedidas. “Os avanços mais importantes foram na área de florestas urbanas, com a implantação do Plano Diretor da Mata Atlântica, junto com SOS Mata Atlântica, que nos permitiu implementar os corredores de biodiversidade dentro da cidade, ampliando de 30 para 60 metros a área de proteção de fundos de vale, como compensação de verticalização de empreendedores, além de fazer o cercamento de todos, para evitar que se tornassem locais para depósito de lixo”, cita.

Sobre a Agenda 2030, Barros vai procurar conscientizar os participantes do Fórum:  “Os conselhos de meio ambiente deveriam conhecer profundamente essa agenda, e ver de que forma conseguem adaptar suas responsabilidades e suas cidades, para alcançar esses objetivos, e por consequência, aumentar a capacidade de sobrevivência humana no planeta.”

Confira detalhes no site: www.consemmalondrina.com.br

Inscreva-se: 1o Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente do Estado do Paraná

 

Fórum do Meio Ambiente: Palestra “Londrina – Capital da Natureza”

Presidente do CONSEMMA aprofunda tema sobre a riqueza ambiental de Londrina, permeada de organizações que defendem e contribuem para a recuperação e preservação

A riqueza em forma de água doce, canalizada em seis bacias hidrográficas só na área urbana de Londrina, ajudou a formar a cultura ambiental dos londrinenses intimamente ligada aos seus rios. A quantidade e a disponibilidade nortearam o desenvolvimento da cidade, e no tempo presente, há necessidade voltar os olhares sob o ponto de vista da recuperação desse recurso natural.

E se o assunto é natureza, há de se mencionar também os 10% de mata nativa, fundos de vale , parques diversos, e uma terra simplesmente muito fértil, como parte da riqueza londrinense. Por isso, a cidade se configura como verdadeira Capital da Natureza, que tem, em defesa dos vastos recursos, grande quantidade de ONGS (Organizações Não Governamentais), empresas de consultoria, e um Conselho Municipal do Meio Ambiente extremamente atuante – o CONSEMMA.

Citar e aprofundar esse tema será a missão de Charles dos Santos, atual presidente do CONSEMMA, no 1º Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente, que será realizado no dia 14 de outubro, no Auditório Cyro Grossi (CCB/UEL), em Londrina. Charles é Engenheiro Ambiental e Gestor do Meio Ambiente, Auditor Interno de Sistema de Gestão de Qualidade (SGQ), Auditor interno de Sistema de Gestão Ambiental (SGA), com Especialização em Pericia Ambiental Judicial. Até 2021, também será Conselheiro Suplente na Federação Nacional das Associações de Engenharia Ambiental e Sanitária (FNEAS). “Pretendo mostrar que Londrina, a anfitriã do Fórum, é também bom exemplo na área ambiental, com ativos naturais, e diversos projetos e ações, que nem sempre são bem divulgados”, antecipa Charles.

Confira detalhes no site: https://www.consemmalondrina.com.br/

Inscreva-se: 1o Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente do Estado do Paraná

Confira programação do Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente

Com quatro palestras e dois Talk Shows, evento discute desafios e soluções voltadas ao meio ambiente durante um dia inteiro, para transformar o Estado no “Paraná da Natureza”

1o FÓRUM DOS CONSELHOS MUNICIPAIS DE MEIO AMBIENTE DO ESTADO DO PR - 14 de outubro 2019.jpg

O meio ambiente, seus desafios em todo Estado, e a soluções de sucesso já aplicadas em cidades paranaenses, estarão em pauta no  1º Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente, em Londrina, no dia 14 de outubro, no Auditório Cyro Grossi (CCB/UEL). A programação propõe o debate de forma a instigar Conselhos Municipais e outros órgãos ligados ao setor a enriquecer políticas públicas para que o Paraná se torne modelo para o Brasil, e como propõe o tema central tornar real a visão do “Paraná da Natureza”.

A palestra magna terá o tema  “Desafios da sustentabilidade na Agenda 2030 da ONU e o papel dos conselhos de meio ambiente”, com Silvio Barros. O  ex prefeito de Maringá por dois mandatos e  Diretor da empresa Solução Consultoria há 30 anos, tem forte atuação na área de sustentabilidade, dirigindo a Fundação Vitória Amazônica, maior ONG ambientalista do estado do Amazonas, Consultor e Assessor da ABIH Nacional para implantação do Programa de Responsabilidade Ambiental – Hospedes da Natureza, e ainda  Consultor do SEBRAE PR e  Consultor do Ministério do Meio Ambiente para a OEA e PNUMA para a elaboração do PROECOTUR, Programa de Ecoturismo da Amazônia Brasileira, entre outras ocupações.

O evento também terá dois Talk Shows, apresentando “Cases de Sucesso dos Conselhos Municipais” das cidades de Guarapuava, Ponta Grossa, Maringá, Apucarana, Foz do Iguaçu e Paranaguá.  A palestra “Resolução de Conflito Ambiental através da Mediação” será com o advogado e professor, Luciano Tinoco Marchesini. Já o tema “Conselho de Meio Ambiente, legitimando a Gestão das Cidades” será assunto para o  Presidente do FECONDEMA – Federação Nacional dos Conselhos de Meio Ambiente e Diretor da ANAMMA BRASILE (Associação Nacional de Órgãos Municipais de Meio Ambiente), Carlos Alexandre Silva.

Para mostrar o potencial de Londrina, sede do Fórum, como município plenamente voltado para as temática ambiental, o presidente do CONSEMMA Londrina, Charles dos Santos encerra a programação com a palestra “Londrina – Capital da Natureza”. Na primeira edição do Fórum, o objetivo será compartilhar experiências e reunir ainda autoridades políticas que possam dar força as propostas retiradas do encontro. O Fórum será realizado durante o dia todo, a partir das 08 da manhã, com intervalo para almoço e coffee break.

Confira detalhes no site: www.consemmalondrina.com.br

Inscreva-se: 1o Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente do Estado do Paraná

No Dia da Árvore, londrinenses fizeram plantio de mudas para reconstituir mata ciliar

Ação começou em 2017 e já plantou mais de 2 mil mudas na área urbana de Londrina

DiaDaArvore

Em tempos de grandes queimadas e desmatamento crescente, O Dia da Árvore se faz tão necessário para despertar no brasileiro a consciência pela preservação de áreas verdes. E como as ações de plantio se multiplicam por todo país, também aqui, a Prefeitura de Londrina, através da SEMA – Secretaria do Meio Ambiente, FEL – Fundação de Esportes de Londrina, CMTU – Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização de Londrina, ANPEA – Associação Norte Paranaense dos Engenheiros Ambientais e CEAL – Clube de Engenharia e Arquitetura de Londrina realizaram no comemorado Dia da Árvore, mais uma edição do projeto “Reconstituição da Mata Ciliar de Rios e Córregos da Área Urbana de Londrina.

Mudas de espécies como Ipê Branco, Palmeira, Dedaleiro, Alecrim de Campinas, Flamboyant e as frutíferas Acerola, Goiabeira e Pitangueira foram plantadas por voluntários com a participação de crianças, que reconhecem a importância desse ato. “A iniciativa começou em 2017 e já faz parte do calendário do CEAL”, explica Henrique Lück, Engenheiro Civil, um dos idealizadores da campanha. “De lá para cá já plantamos mais de 2 mil mudas de árvores nativas no arredores do Lago Igapó e Fundos de Vale, contribuindo para recompor a flora original da nossa região.”

A Excelência Mkt & Eventos apoia e incentiva a campanha. “Nós também investimos em ações que auxiliam pessoas e diferentes causas, com objetivo de transformar nossa realidade para melhor. Daqui alguns anos estaremos caminhando no Lago Igapó e comendo acerola diretamente da árvore” ressalta Adriana Pontin, diretora executiva da Excelência.

De fato… Cada muda dessas ainda vai levar anos para se tornar uma grande árvore. Além de transformar a paisagem urbana e enriquecer a natureza como um todo, cada exemplar também será – até a posteridade – a prática do bem, do cuidado com um planeta tão mal tratado. Cada bela árvore será a imagem do zelo de pessoas no “trabalho formiguinha”, acreditando em dias mais verdes e ares mais puros.

Como proteger recursos hídricos? O debate no Fórum dos Conselhos de Meio Ambiente do Paraná

Os desafios relacionados à gestão das águas serão discutidos, dentro das metas das políticas estadual e federal do setor

Forum2.png

Proteger as águas superficiais ou subterrâneas disponíveis – os recursos hídricos do Paraná – estarão entre os temas do 1º Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente, em Londrina, no dia 14 de outubro, no Auditório Cyro Grossi (CCB/UEL). O evento pretende reunir conselheiros municipais de meio ambiente de todo Estado, secretários municipais, e outros representantes do setor, para discutir os problemas e levantar soluções.

No Paraná, o Instituto das Águas é o responsável pela implementação da Política Estadual de Recursos Hídricos e do Sistema Estadual de Gerenciamento de Recursos Hídricos. O evento pretende encontrar soluções práticas, com apoio político, para o controle e proteção dos recursos, para garantir o uso múltiplo das águas e implementação de planos de prevenção e recuperação ambiental.

No âmbito nacional, o Pacto Nacional pela Gestão das Águas (Progestão), lançado pela Agência Nacional de Águas (ANA) e pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA), é um dos instrumentos que orienta a gestão das águas no Brasil. O conjunto de diretrizes, metas e programas pretende estabelecer um pacto nacional para a definição de diretrizes e políticas públicas voltadas para a melhoria da oferta de água, em quantidade e qualidade, gerenciando as demandas e considerando ser a água um elemento estruturante para a implementação das políticas, pela ótica do desenvolvimento sustentável e inclusão social. E a cada Estado cabe a adesão. O Fórum também pretende se aprofundar na questão tão desafiadora em que o que está no papel ainda está distante da realidade atual.

Confira detalhes no site: https://www.consemmalondrina.com.br/

Inscreva-se: 1o Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente do Estado do Paraná

O caos ambiental urbano em pauta no Fórum dos Conselhos de Meio Ambiente do Paraná

Evento vai levantar o problema da aglomeração de pessoas sem o planejamento adequado e como traçar políticas para melhorar a qualidade de vida desses moradores

Forum.png

Enquanto o crescimento das cidades se dá de forma desenfreada e não planejada, a qualidade de vida se compromete. Assim, problemas sociais urbanos estão, e sempre vão estar, cruzados com problemas ambientais de cidades de todos os portes ao longo das décadas. É o chamado caos urbano, uma das grandes preocupações no mundo atual. A formulação de políticas públicas socioambientais mais justas e equilibradas é um dos grandes objetivos do 1º Fórum dos Conselhos Municipais de Meio Ambiente, que será realizado no dia 14 de outubro, em Londrina, no Auditório Cyro Grossi (CCB/ UEL).

O evento vai tratar do desafio da grande aglomeração de pessoas no meio urbano, sem a  infra-estrutura adequada e as consequências disso. A urbanização sem controle, que traz o desemprego, a violência, e o aumento de favelas  em situação precária, sem os serviços públicos básicos, também são problemas ambientais, que serão temas de discussões. Como traçar estratégias para solucionar tudo isso, compartilhando experiências bem sucedidas, será uma das abordagens.

O Fórum também vai aliar os órgãos ligados ao meio ambiente de todas as cidades paranaenses, com o setor político, nas esferas municipal, estadual e federal, para que propostas possam ser implementadas como políticas públicas comuns e que possam modificar realidades.

Confira detalhes no site: https://www.consemmalondrina.com.br/

Inscreva-se: 1o Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente do Estado do Paraná

Londrina, a capital do ambiente no Paraná da Natureza

Fórum dos Conselhos de Meio Ambiente será sediado em Londrina, consolidada no perfil ambiental, e terá como desafio transformar o Estado no “Paraná da Natureza”

 

FORCOMMA-convite-FINAL-ok.png

O perfil da cidade de Londrina –  de natureza pujante, nível bom de industrialização, porte médio, economia diversificada, boa infraestrutura, com fortalecido centro universitário, contribuintes técnicos, e um rol de experiências ricas – será o cenário para inspirar os demais municípios paranaenses no 1º Fórum dos Conselhos Municipais de Meio Ambiente, que será realizado no dia 14 de outubro, em Londrina, no Auditório Cyro Grossi (CCB/ UEL).

Essa veia voltada para as questões ambientais  tem relação com o histórico da cidade. De uma mata exuberante, criou-se a identidade ligada ao café, com um patrimônio natural ainda preservado. Possui uma bacia hidrográfica rica, e mantém 10% de matas nativas, com fundos de vale urbanos e na área rural. A terra é fértil, o Lago Igapó é cartão postal, e os parques e outras áreas verdes são opções de lazer. Além das ações na área ambiental, que são vistas na arborização, no sistema de coleta de lixo doméstico e reciclável, no saneamento e no esforço de educação nesses setores. A presença consolidada de ONGS, de entidades de classe e do próprio CONSEMMA – o Conselho Municipal do Meio Ambiente de Londrina, são também pontos a favor de Londrina, como capital do Ambiente.

O pioneirismo em realizar a primeira edição de um Fórum para discutir os desafios ambientais  propõe que novas propostas sejam apresentadas, dificuldades compartilhadas e soluções alcançadas, entre conselhos e órgãos de todas as cidades do Estado, para transformar o Paraná, como um todo o “Paraná da Natureza”. “Como tornar essa visão real?” é o tema do evento, realizado pelo CONSEMMA, com a participação dos atores envolvidos nesse grande desafio.

Confira detalhes no site: www.consemmalondrina.com.br